Coesão e Coerência textual na Redação do ENCCEJA

G

Garantir uma boa nota em Redação é uma das principais garantias de sucesso em provas como o Encceja, Enem, vestibulares e concursos públicos, e entre as competências que são analisadas pelos avaliadores das provas está a capacidade que o candidato tem em transmitir ideias de forma coesa e coerente. 

Confira o que coesão e coerência representam e sua importância na produção de uma Redação. 

Coerência textual 

Um texto coerente nada mais é que um conjunto de ideias organizadas de forma lógica por meio de elementos como frases e parágrafos que complementam uns aos outros, fazendo sentido para o leitor.

Exemplo: 

“Ontem fui passear no campo e o solo estava tão seco, pois choveu muito no dia anterior.” 

Perceba que não faz sentido ter chovido e o solo estar seco, quando o correto seria dizer que o solo estava molhado, encharcado, ou outro termo similar. As palavras, frases e parágrafos devem seguir uma sequência de causas e consequências trabalhadas de forma a evitar a incoerência do texto. 

Coesão textual 

Sem coesão é impossível produzir um texto argumentativo-dissertativo, tipo de texto mais cobrado nas provas de Redação. Uma vez que o estilo segue a sequência de introdução, desenvolvimento e conclusão, os argumentos e explicações precisam ser organizados de forma coesa dentro de uma progressividade textual harmônica para que o texto faça sentido. 

Basicamente, para que o texto possa ser compreendido, cada parte deve complementar e fazer referência a anterior e a posterior. Para que isso aconteça, são utilizadas palavras de transição, com destaque para os conectores, que como o nome sugere fazem as conexões necessárias entre as ideias relacionando-as entre si, proporcionando ao leitor a sensação de continuidade ao ler um material, e principalmente, para que possa compreendê-lo. 

Entre os principais conectores podemos destacar:

Conjunções coordenadas: e, mas ainda, contudo, pois, assim, entre outros exemplos, que geralmente são utilizadas nos parágrafos iniciais.  

Conjunções subordinativas: por mais que, porque, por isso que, visto que, assim como tal, a fim de que, etc. Neste caso, são conectores empregados na etapa de conclusão.     

Outro ponto que deve ser observado para que o texto seja coeso é o tempo verbal empregado. Começar e concluir um texto no mesmo tempo verbal, seja narrando acontecimentos no passado ou presente, garante melhor compreensão por parte do leitor. 

Produção de texto para Redação na prática

Elementos textuais como coesão e coerência fazem com que o texto possa ser lido e compreendido de forma mais clara e objetiva, por isso, busque identificar se seus textos argumentativos-dissertativos são lógicos e fazem sentido para qualquer leitor, mesmo que a pessoa não domine sobre o assunto sobre o qual você está escrevendo, e também para você mesmo. 

Outra sugestão é que durante as práticas de redação, você empregue variados conectores ao escrever seus textos, pois a repetitividade de termos pode afetar sua nota na prova. 

Dica: espere algumas horas ou deixe a revisão dos seus textos para ser feita alguns dias após sua produção, pois com o texto fresco na cabeça fica mais difícil identificar os próprios erros. 

 

Junte-se ao time que aprova mais de 90% dos alunos no Encceja. Seja aluno Evidente. Clique aqui.

 


Outros destaques